PÉROLAS

As pérolas são pedras preciosas de origem orgânica. Podemos diferenciar entre pérolas naturais e pérolas cultivadas, em função de se o homem interveio ou não. O brilho perlado típico, é o resultado da sobreposição de aragonite e conchiolina que se encontram perto da superfície da pérola. Esta formação é a responsável pelas interferências da luz e tem como resultado as cores iridescentes que a superfície apresenta, chamado oriente
Pérolas naturais
"As pérolas naturais são produzidas por um molusco como ação defensiva por causa da intrusão de um corpo estranho. São opacas e podem apresentar uma infinidade de formas e cores. São feitas de um material delicado porque a sua estrutura está formada por matéria orgânica e água. É por isso que se recomenda evitar a secura, o contacto com perfumes, suor ou outras pérolas, e a sua utilização frequente, pois necessitam de apanhar ar. Conhecidas pelo homem desde os tempos ancestrais, já que não necessitam de ser lapidadas ou polidas para mostrarem a sua beleza."
Pérolas cultivadas:
Atualmente a maioria das pérolas comercializadas são cultivadas, uma vez que a sobrepesca tem provocado o extermínio de muitos dos leitos naturais. Na TOUS todas as pérolas utilizadas são cultivadas. Estas são formadas por moluscos, de uma forma muito semelhante às naturais. A única diferença é que se introduz de forma manual um núcleo num molusco para que este comece a segregar nácar. As pérolas cultivadas são avaliadas tendo em conta fatores de qualidade como o brilho, o estado da superfície, a forma, a cor e o tamanho. Segundo as variedades e onde são produzidas diferenciamo-las entre:

PÉROLAS CULTIVADAS DE ÁGUA SALGADA

1. Australiana ou dos mares do sul

Geralmente tem um tamanho que oscila entre 10 e 20 milímetros de diâmetro, e é produzida em moluscos de maior tamanho e é denominada de Pinctada Maxima. O período de cultivo é por volta de 3 anos.
Ver mais Ver menos

4. Pérolas Mabe

Pérolas cultivadas semiesféricas que crescem sobre o interior da concha de uma ostra em vez de dentro do seu corpo. O seu tamanho varia entre os 10 e os 17 mm de diâmetro.
Ver mais Ver menos

1. Pérolas cultivadas de água doce

Pérolas cultivadas em viveiros, que podem ser encontradas em rios, baías e lagos de todo o mundo. São cultivadas facilmente em moluscos de água doce e são menos brilhantes que as pérolas cultivadas em água salgada.
Ver mais Ver menos

1. Redonda

Pérola cultivada de água doce sem núcleo no seu interior, simétrica e que roda em linha reta. Geralmente, é a variedade mais valorizada. Na TOUS, as medidas mais utilizadas são as compreendidas entre 4 e 9 mm.

2. Coin

Pérola cultivada de água doce com núcleo no seu interior. A sua forma plana deve-se à própria forma do núcleo que se introduz no molusco. A média do seu tamanho costuma ser de 10 a 12 mm, mas na TOUS temos coleções onde chegam aos 16 a 17 mm. Podemos encontrar algumas irregularidades na forma ou superfície.

3. Stick

Pérola cultivada de água doce sem núcleo no seu interior. A sua característica forma alongada é dada pela forma do tecido que é introduzido para que o molusco comece a segregar o nácar. O tempo de cultivo oscila entre 1 e 2 anos. Apresentam diferentes medidas, entre os 12 e os 22 mm.

4. Grão de arroz:

Pérola cultivada de água doce sem núcleo no seu interior. O seu tamanho, de apenas alguns milímetros, de forma alongada e irregular, faz lembrar uma semente, daí o seu nome.

5. Barroca:

Pérola cultivada de água doce com ou sem núcleo no seu interior. A sua forma, irregular e assimétrica, pode depender de vários fatores, como a climatologia ou a qualidade da água onde habita o molusco. Tempo de cultivo de 2 anos.

SIMBOLOGIA

INOCÊNCIA: As pérolas, devido ao seu aspeto delicado, são associadas tradicionalmente à pureza e à inocência, sendo consideradas também como amuletos de proteção e sorte.

As pérolas, pelo seu aspeto delicado, são associadas tradicionalmente à pureza e a inocência.